Network Marketing: Guia Completo de Como Fazer com Sucesso e Dicas para 2019




De forma simples e prática, o network marketing é um modelo de vendas e distribuição em que o vendedor (ou revendedor) recebe participação nos lucros obtidos através das vendas e/ou indicações dele e por sua rede de revendedores.

network marketingApesar de na maioria dos casos precisar de pequenos investimentos, o network marketing pode ser um grande negócio, capaz de gerar mais lucro do que certas franquias.

Ainda em crescimento no Brasil, empresas que atuam com marketing de rede em suas bases de relações de vendas sinalizam oportunidades de geração de renda para quem pensa em trabalhar de maneira mais autônoma.

Quer conhecer tudo sobre network marketing, como implementar ou até mesmo ter sucesso fazendo parte? Então leia até o final este post!

O que é network marketing

O network marketing, também conhecido como marketing de rede, é um modelo de vendas e distribuição em que o vendedor (ou revendedor) recebe participação nos lucros obtidos por ele e por sua rede de revendedores.

Dessa forma, ele costuma ganhar por pelo menos duas vias: das suas vendas diretas e do percentual de venda de sua rede de revendedores.

Considerado como uma forma de venda direta, o NWM é uma estratégia de marketing voltada a venda de produtos ou serviços que buscam crescimento de redes e fidelização de clientes.

Esse método pode ser atraente para pessoas que buscam trabalho com flexibilização de horário.

700 Ideias de Negócios

Cada pessoa dessa rede recebe uma comissão pelo produto vendido, baseado no nível em que está. Algumas pessoas também buscam o NWM como meio de renda extra.

marketing-network-grafico
Fonte: http://www.habitosmilionarios.com.br/

Como funciona o Network Marketing

Para entrar no network marketing, a primeira coisa a se fazer é escolher com qual produto ou serviço você deseja trabalhar.

No Brasil, as marcas mais conhecidas operando desse tipo de empreendimento são da área de cosméticos: Avon, Natura, Jequiti.

Conheça as melhores franquias de cosméticos.

A pessoa interessada geralmente precisa arcar com um investimento inicial que não costuma ser muito alto. Em se tratando de marcas de cosméticos, pode ser a aquisição de um kit de amostras, por exemplo.




Após entrar com o investimento inicial, o vendedor deve começar a formar sua rede de clientes e distribuição.

Eles passam a trabalhar de modo autônomo prospectando e fidelizando clientes, além de criar também uma espécie de “teia” de revendedores que trabalharão com eles.

Essa rede cria níveis de atuação que seguem uma certa “hierarquia de comando” que, no entanto, opera independentemente da empresa e aposta bastante no conhecido e sempre importante “boca-a-boca”.

A empresa se encarrega de fornecer os produtos aos seus vendedores autônomos com preços já tabelados. Os lucros dão distribuídos de acordo com as vendas.

O network marketing reinventa a relação com o cliente porque não trabalha com lojas físicas. Revendedor e cliente se encontram das formas que lhe forem mais convenientes. Além de estreitar relações, este método reduz custos, que podem baratear o valor dos produtos ou serviços e torna-los mais competitivos no mercado.


Outro fator interessante no network marketing é que empresas que atuam neste setor comumente não trabalham com meios tradicionais de propaganda, veiculadas em grandes mídias, como televisão, revistas e jornais impressos, etc. Se o fazem, não utilizam estes meios como fonte publicitária principal.

É muito comum utilizar redes sociais e anúncios envolvendo marketing digital, pois é mais acessível e ao mesmo tempo viral.

Como a Internet potencializa o network marketing

Se uma empresa já atua na Internet de alguma maneira, através de um site ou de redes sociais, torna-se muito prático e vantajoso para ela trabalhar com network marketing.

Quando uma marca faz e utiliza Network Marketing nas redes sociais, por exemplo, ela pode premiar clientes que indiquem novos usuários ou fazer e sorteios cuja participação ocorre mediante compartilhamento da página da marca.

Sites de compra coletiva beneficiam com créditos os usuários que convidam amigos para participar das compras.

São diversas as formas de potencializar os resultados de marketing, e as redes sociais são ótima opção para aumentar o engajamento do produto, público alvo e marca.

Esse tipo de marketing em rede acontece quando uma empresa que atua na web convida as pessoas a divulgar seu produto ou serviço, sendo que elas recebem pelos serviços prestados, seja em dinheiro ou em algum tipo de benefício.

Ao divulgar para terceiros os produtos e serviços, esses, por sua vez, também passam adiante a informação, formando uma rede de vendedores e consumidores sempre motivada por algum tipo de ganho ou crédito.

Vantagens e Desvantangens

Vantagens

O network marketing se propõe a ser vantajoso a todas as partes envolvidas, direta e indiretamente.

A empresa não possui vínculo com os seus distribuidores, logo, economiza em diversos tributos e impostos ligados a contratação de possíveis funcionários.

Também, não há necessidade de postos físicos de venda, desse modo, a empresa economiza também em veiculação de propagandas em mídias de massa.

As vendas e propaganda da marca são realizadas majoritariamente através do “boca a boca”, pois o revendedor ou distribuidor atua diretamente com o cliente, eliminando atravessadores.

vantagens network marketingEm consequência, todo o custo operacional se torna menor para a empresa, facilitando o aumento dos investimentos em produtos e no pagamento de bonificações aos distribuidores.

Já o revendedor maximiza os ganhos com bonificações e margens de lucratividade, além de contar sempre com novos produtos a oferecer aos clientes com preços atrativos.

O investimento inicial que demanda do revendedor é considerado baixo, a carga horária de trabalho é flexível e pode ser conciliada com outras atividades remuneradas.

Baixo também é considerado o nível de risco desse tipo de negócio. Como o investimento inicial costuma ser por meio de aquisição de kits de produtos, basta vende-los para obter retorno.

É, portanto, um tipo de empreendimento onde é possível a qualquer pessoa investir baixos valores e atingir altos ganhos financeiros e qualidade de vida com determinação e trabalho.

Outra vantagem do network marketing para o revendedor é que nesse tipo de trabalho não há grandes exigência de pré-requisitos. O interessado não precisa apresentar formação, conhecimentos ou habilidades específicas na área. Basta ser maior de 18 anos (normalmente).

Desvantagens

Uma das maiores desvantagens em trabalhar com network marketing é ter que lidar com o preconceito a que essa estratégia de negócio ainda é objeto.

No Brasil é comum que muitas pessoas imaginam tratar-se de esquemas de “pirâmides”, que é uma prática de má fé e ilegal.

Outro fator que deve ser levado em consideração é que o pós-venda, ou seja, a responsabilidade pela manutenção frequente do relacionamento com os clientes e do recrutamento de novos recrutas é inteiramente do revendedor.

Esse aspecto pode se tornar negativo na medida em que criar e manter relacionamentos com pessoas não é uma prática tão fácil, pois demanda tempo e energia.

Além disso, as redes de relacionamento que o revendedor cria podem ser mais frágeis do que ele inicialmente imagina.

A criação e cuidado do relacionamento com redes de clientes e revendedores demanda muita paciência, simpatia e bom humor, dentre outros atributos, e nem todos possuem tal perfil.

Há pessoas que se consideram muito tímidas, ou que possuem um círculo social limitado e não têm muita facilidade em criar novos relacionamentos.

Há também aquelas que criam expectativas que não se concretizam, ou que simplesmente não gostam desse tipo de trabalho.

Interessados que tenham este perfil mais introvertido devem repensar bastante a decisão de participar de um empreendimento assim, pois terão que aprender a estabelecer bons relacionamentos com outras pessoas

Outro ponto negativo que costuma afastar pessoas do networking marketing é que essa ferramenta trabalha com vendas diretas e nem todo mundo se sente confortável em trabalhar dessa forma, abordando e prospectando clientes.

A quase total ausência de legalidade do network marketing no Brasil também é um fator que contribui negativamente para a sua repercussão.

Apesar de existir órgãos que respaldam e apoiam esse modelo de negócio, como a ABEVD, a vulnerabilidade perante as leis ainda é prejudicial a esta atividade.

Pode haver também alguns transtornos em razão da responsabilidade civil, pois você está vendendo produtos cuja qualidade não pode controlar diretamente, nem certificar.

Como um profissional de network marketing, você pode ser responsabilizado se o produto que vendeu ser defeituoso, ainda que a empresa assuma parte desse encargo.

Em alguns casos, o investimento inicial pode ser alto, mas isso vai depender muito do seu poder aquisitivo e da empresa escolhida. Algumas não condicionam a adesão a investimentos iniciais ou compras de kits, bastando o uso de catálogos.

Vale destacar, na maioria dos casos existe um certo grau de risco, porque o revendedor firma o compromisso com a empresa de vender e trabalhar com os clientes constantemente, ainda de modo autônomo.

Obter um retorno substancial com a criação de redes próprias de revendedores é algo que pode demandar muitos meses, talvez alguns anos. Isso pode desmotivar quem está começando a trabalhar com o network marketing.

Como o network marketing pode impulsionar o seu negócio

aumentar vendas network marketingUma grande e valiosa lição do network marketing é a importância dada ao relacionamento com o cliente e a ideia de que esta relação é muito mais afetiva do que racional.

Compreender que vendas envolvem criar e manter relacionamentos é um avanço muito significativo para todo e qualquer tipo de mercado, e seguir esse princípio é um passo certeiro para alavancar resultados.

Utilizar estratégias de network marketing em um negócio pode ser uma excelente maneira de crescer e iniciar a expansão.

Através de uma rede de ‘revendedores’ a empresa pode reduzir os custos, tornar-se conhecida e vender somas incríveis de dinheiro todos os meses.

Claro, para isso é preciso de um bom planejamento e plano de negócios, caso contrário, dificilmente as pessoas se interessarão em fazer parte do negócio.

Um dos pontos importantes para criar um marketing de rede em um negócio é a recompensa. O que o seu revendedor receberá e por que é uma boa opção trabalhar com a sua empresa?

Pense nisso antes de tudo. Sem o revendedor o seu network marketing é sem sentido.

A atuação de network marketing nas redes sociais tem contribuído com produção de conteúdo (artigos ou vídeos, por exemplo) voltados especificamente aos públicos alvos cada vez mais segmentado.

Essa é uma estratégia de venda indireta que pode muito bem ser utilizada pelo revendedor: conquistar vendas oferecendo conteúdo de qualidade relacionado ao produto em questão.

Você pode usar suas redes sociais para produzir e compartilhar conteúdos que sejam uteis à rotina de seus clientes potencias.

Na pior das hipóteses, conquistará a simpatia de muitas pessoas que irão se lembrar dos seus conteúdos e muito possivelmente lhe procurar quando decidirem por uma compra.

Redes sociais e produção de conteúdo no marketing de rede: Regra do 80/20

Para potencializar as visualizações de seus conteúdos você pode investir em publicidade nas redes sociais.

O Facebook é um exemplo de plataforma simples, completa e bem acessível para compra de anúncios online.

Veja como divulgar sua empresa nas redes sociais

O que a regra do 80/20 diz do uso da produção de conteúdo para prospectar clientes é que quanto mais conteúdo relevante e de qualidade você produzir ao seu público consumidor em potencial, maior será o seu potencial de engajamento.

80/20 nos diz: para cada 20% de publicidade do seu negócio, produza 80% de conteúdo, em média. Claro que não estamos falando de uma lei que deve ser seguida à risca, mas de uma proporção que é importante manter em mente.

Vale lembrar que a regra do 80/20 se aplica a praticamente todas as esferas, inclusive nas vendas e indicações no marketing de rede.

Ou seja, 20% da sua rede costuma gerar 80% do seu faturamento.

Exemplos de empresas de sucesso no Network Marketing

Avon

É uma empresa norte-americana de cosméticos. Sua história teve início em 1886 quando David McConnell iniciou a Califórnia Perfume Company, em Manhattan, Nova York.

O nome Avon, só surgiu em 1939, inspirado na cidade de Stratford-upon-Avon, berço de William Shakespeare. A empresa cresceu rapidamente, alcançando os mercados internacionais em 1914, quando chegou ao Canadá.

No Brasil só apareceu em 1952, em São Paulo e as vendas foram restritas à região Sudeste por mais de 30 anos.

Atualmente, a Avon está presente em mais de 100 países e o Brasil é a maior operação da companhia em todo o mundo.

Amway

A Amway Corporation, Inc., popularmente conhecida como Amway, é uma empresa multinacional de vendas direta, fundada em 1959 por Rich DeVos e Jay Van Andel nos Estados Unidos.

É considerada a maior empresa do gênero no mundo, com receita anual superior a US$ 8,8 bilhões em 2016 e atua em mais de 100 países.

A maior parte do portfólio da Amway é relacionado a itens para casa, beleza e bem-estar.  Estima-se que atualmente há cerca de 3 milhões revendedores no mundo todo.

Tupperware Brands Corp.

Foi fundada em 1946 com o nome “Tupperware Corporation”, pelo inventor Earl Tupper em Grafton, Massachusetts. É uma multinacional norte-americana sediada em Orlando, Flórida. A empresa é detém os direitos sobre a marca Tupperware.

Nos anos de 1950, a empresa criou o método da “Demonstração Domiciliar”, que impulsionou tanto as vendas como o crescimento da empresa. Nos anos de 1960, a Tupperware Corporation começou a atuar na Europa. Está no Brasil desde 1976, com uma unidade fabril no estado do Rio de Janeiro.

Natura Cosmeticos SA

Natura é uma empresa brasileira que atua no setor de cosméticos e higiene pessoal para adultos e crianças. Fundada em 1969 por Antonio Luiz Seabra, hoje atua no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Venezuela, Peru, França e Estados Unidos, além de outros 63 países de forma indireta. O numero de revendedores chegou a 1,5 milhões em 2013.

Como implementar o network marketing em uma empresa passo a passo

Para implementar o network marketing em uma empresa é preciso que haja uma equipe ou pelo menos um ou dois profissionais encarregados (dependendo do porte da empresa).

O empreendimento também precisa estar preparado para um grande e rápido aumento de demandas.

Existem passos importantes a serem seguidos nesta empreitada:

  • Passo 1 – Crie uma estrutura de comissões atrativa. Ela deve ser simples de entender e ser motivadora e de fato recompensadora a quem vender mais. Evite planos de compensação insustentáveis.
  • Passo 2 – Evite semelhanças com Esquema de Pirâmide e cuide para que os revendedores entendam de que não se trata de um meio de conseguir “dinheiro fácil”, mas é um investimento que vai precisar de muito trabalho e comprometimento.
  • Passo 3 – Incentive os revendedores estabelecendo requisitos e metas para avanços de níveis. Os critérios devem sempre ser criados em torno dos objetivos em prospectar clientes, vendas e novos recrutas.
  • Passo 4 – Escolha revendedores que demonstrem saber vender e recrutar. Para alavancar um negócio de vendas diretas é muito importante encontrar revendedores motivados e dispostos a trabalhar e crescer nos níveis da empresa.
  • Passo 5 – Crie ferramentas e alternativas para orientar e ajudar os revendedores a cumprirem suas metas de vendas. Ofereça reuniões, treinamentos e modelos de cronogramas e projetos.
  • Passo 6 – Invista na elaboração de um material de marketing atraente e de qualidade: site, pagina em redes sociais, folhetos, amostras, etc. Isso não só vai motivar ainda mais os revendedores como vai criar uma boa imagem da empresa e atrair a atenção de mais clientes.
  • Passo 7 – Faça um calendário de eventos da empresa para reunir e confraternizar com os distribuidores. É uma forma de reconhecer o trabalho deles e criar oportunidades de socialização e de troca. É também um bom momento para anunciar novidades.

Como ser bem sucedido no network marketing

Este tipo de empreendimento tem como pilar uma rede de contatos em constante desenvolvimento, que opera com autonomia para a execução das tarefas.

Dada a flexibilidade de horários, muitos revendedores também consideram o network marketing um estilo de vida.

Veja algumas dicas de como ser bem-sucedido no network marketing:

  • Não se acomode, você precisa estar sempre atento ao processo das vendas, aos seus clientes e às oportunidades de ampliar sua rede de vendas. Você precisa ser o próprio avaliador do seu desempenho;
  • Melhore-se continuamente nos negócios: faça cursos, leia, converse com colegas, aprenda com seus erros. Procure sempre agregar valor a si e ao que você faz;
  • Conheça bem o seu público-alvo e trate-o da melhor maneira possível. Mesmo que alguém não compre de você, irá se lembrar de indicar o seu trabalho quando perguntarem;
  • Foco na meta. Tenha sempre clareza do que é importante para o seu trabalho e aja em busca dos melhores resultados;
  • Desenvolva disciplina para fazer o que precisa que ser feito. Muitos não alcançam metas porque não se educam para realizar as atividades necessárias que esse trabalho demanda.

5 Cuidados ao trabalhar com Network Marketing na empresa

  1. Não pense nem trate o seu setor de network marketing como um “plano B” que você ativa de uma hora para outra quando estiver com caixa baixo. Esse tipo de trabalho não pode ser feito no desespero, na hora em que você está precisando aumentar vendas. É preciso que se construa as conexões e relacionamentos com os clientes antes.
  2.  A venda direta requer algum estudo e aplicação de técnicas, assim como um certo conhecimento acerca do produto ou serviço que você está oferecendo. É preciso também algum investimento de a relacionamentos e buscas por clientes. Então aprenda tudo que que puder sobre o produto ou serviço que você vende e sobre o seu público-alvo.
  3.  É importante entender e sempre lembrar que processos de venda são emocionais, baseados na construção de confiança, especialmente quando falamos de network marketing. As pessoas dão preferência a fazer uma compra com alguém de quem elas gostam e confiam. Pode-lhe também ser muito proveitoso criar conexões afetivas com pessoas estratégicas para seus negócios.
  4.  A procrastinação é um dos maiores obstáculos a superar em todos os aspectos da vida, mas num trabalho que tem flexibilidade de horário e autonomia, como o caso do network marketing, o cuidado deve ser ainda mais intenso. Encontre as melhores formas de otimizar seu tempo e sua energia neste trabalho.
  5.  Não tenha pressa, principalmente no começo. Preocupe-se em aprender e a fazer sempre o melhor.

Preparado para usar o network marketing no seu negócio e alavancar os lucros ou até mesmo ganhar uma renda extra participando com estas dicas incríveis? Deixe seu comentário e aprenda tudo sobre negócio através das nossas dicas e posts no blog!

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes




 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here