Email Marketing – Dicas e Passos Matadores para o Sucesso da Automação




Já ouviu falar em e-mail marketing? Durante anos foi a estratégia mais utilizada para gerar conexão com potenciais clientes e fazer conversões.

O e-mail marketing é uma das melhores formas de manter contato com os potenciais clientes, conduzir pelo caminho da compra, fidelizar e aumentar o faturamento de um negócio.

email marketing
Aprenda tudo sobre email marketing, como fazer, ferramentas, dicas, cuidados ao escrever o email, como evitar cair na caixa de SPAM, automação e muito mais com este guia completo

Isso é possível graças ao processo de automação das campanhas em que se configura a periodicidade e ações dos disparos de email.

Hoje, muito se fala sobre o ‘email marketing’ estar “morto” e trazer resultados ruins, mas não é bem assim, aqui no Novo Negócio, por exemplo, temos excelentes resultados com o e-mail marketing.

Claro, para isso você precisa aprender a trabalhar corretamente com as ferramentas, criar conteúdos eficientes, automatizar e-mails e muito mais.

Mas não se preocupe, criamos este conteúdo completo com TUDO que você precisa saber para ter sucesso com as campanhas de e-mail marketing da sua empresa.

O que é e-mail marketing

De forma simples o email marketing é o envio de emails de forma organizada através de ferramentas e com um objetivo comercial específico, seja educar o potencial cliente, vender, ou divulgar conteúdos ou produtos.

O e-mail marketing é uma forma de comunicação ainda bem aceita e com conversão atrativa, sendo que, hoje, deixou de ser tão invasiva e é possível conseguir boas taxas de abertura.

700 Ideias de Negócios

Talvez já tenha ouvido que “email marketing” não funciona, mas queremos deixar claro, é comum a compra de lista de e-mails e sim, nestes casos, realmente não funciona, pois as pessoas não confiam no remetente e não querem saber sobre o assunto.

Isso diminui muito a taxa de abertura e conversão.

A construção do email pode ser realizada através de texto ou linguagem html (esta mais recomendada para evitar marcação de SPAM), conter imagens ou não.

Para Que Serve o E-mail Marketing?

O email marketing é costumeiramente relacionado à sua forma comercial, ou seja, focada em venda e anúncio de produtos/serviços.

Contudo, é possível iniciar conversas pessoais, relacionar com o cliente, levar para páginas de captura, educar, formar leads e muitas outras possibilidades.




O papel do email marketing dependerá do objetivo desejado, os mais comuns são:

Vender

email marketing para vendas
O email marketing pode ser utilizado para aumentar as vendas

Esses e-mails também são chamados de transacionais ou de vendas, tem como principal objetivo a conversão em compras.

Raríssimas as vezes que o e-mail transacional direciona para a “compra”, normalmente o potencial cliente é encaminhado para uma página de vendas com o objetivo de “convencer” o consumidor a comprar.

Relacionamento e Engajamento

Ao se cadastrar em uma lista de e-mails o esperado é que se inicie um relacionamento, ou seja, exista o envio periódico de conteúdos relacionados e interessantes.

Acontece que muitas empresas “esquecem” dos seus potenciais consumidores da lista, lembrando tão somente quando desejam efetuar vendas, ou seja, enviar emails transacionais.


Contudo, estudos já demonstraram que a quantidade de conversão aumenta e muito quando existe um relacionamento e engajamento dos potenciais consumidores.

Por isso, é importante manter um relacionamento através de um ciclo previamente planejado de e-mails.

Depois de iniciar o relacionamento através do email marketing é o momento de dar inicio ao engajamento.

A fase de engajamento é quando se desenvolve “autoridade” e faz-se com que a pessoa comece a conhecer o potencial produto/serviço. Um exemplo é o envio de depoimentos de outros clientes e, posteriormente, um material ou link de vídeo explicando os benefícios do produto.

Isso tem por objetivo gerar engajamento e não propriamente a venda. Depois de o lead (pessoa que se cadastra na lista) estar devidamente engajado, pode-se iniciar a oferta de produtos.

Nutrição de leads

Os emails de nutrição servem para aumentar o engajamento e costumam ser materiais informativos sobre pontos relacionados aos produtos/serviços da empresa.

O objetivo dos emails de nutrição é conduzir o potencial cliente pelo caminho da compra, desfazendo as possíveis objeções que surgem no momento da oferta do produto.

Branding

Nem tudo são “vendas” e pode ser mensurado. O branding nada mais é do que construir a autoridade da marca.

Embora a construção de autoridade não possa ser avaliada em termos “financeiros” como a quantidade de vendas, é imprescindível esse trabalho quando se pensa no sucesso do negócio em longo prazo.

Promover Conteúdos

Há empresas/sites que trabalham exclusivamente com monetização através dos conteúdos, seja pelo Adsense ou oferecendo produtos, serviços e cursos dentro do texto.

Nesses casos, o envio do email marketing de promoção de conteúdo é um dos pontos chaves do sucesso e bom faturamento.

Além disso, é comum a utilização de conteúdos para engajar as pessoas, nesses casos, também se utiliza emails para promover os conteúdos.

Vantagens e Desvantagens do Email Marketing

Basicamente todas as estratégias de marketing possuem vantagens e desvantagens, com o email marketing não é diferente.

Com a frequência e popularidade da estratégia, muitos emails de spam chegam nas caixas de entrada todos os dias e isso dificulta o índice de abertura dos emails enviados por empresas sérias.

Abaixo descrevemos as principais vantagens e desvantagens do uso do email marketing:

Vantagens

  • O email é uma ferramenta com ampla utilização;
  • Captar os dados do endereço eletrônico de uma pessoa é mais fácil do que informações pessoais como o número de telefone ou perfil social;
  • A taxa de abertura de uma lista segmentada e que tenha permitido o envio de e-mail marketing é relativamente alta. Considera-se entre 6% e 10% normal, podendo-se atingir rotineiramente entre 10% e 20%. Há casos de empresas com um índice de abertura de 20% a 30%, considerado excelente;
  • Alto potencial de alcance devido ao fato de que a maioria das pessoas possui e-mail. Em 2017 o número de usuários de e-mail já era de 3,7 bilhões;
  • Facilidade de análise de resultados através da métrica, bem como alcance previsível;
  • É possível utilizar formatos diferentes que se adaptam a cada situação desejada, por exemplo, newsletter, transacional, informativo, entre outros;
  • Em torno de 90% das pessoas possuem uma conta de e-mail e verificam no mínimo 1 (uma) vez ao dia;
  • Tem-se um bom retorno financeiro (ROI) com a utilização correta da estratégia.

Desvantagens

  • Facilmente assimilado ao spam;
  • Quando marcado como spam, os demais e-mails enviados para o usuário cairão não serão lidos;
  • Lista não segmentada dificilmente traz bons resultados;
  • Custo de ferramentas pode ser relativamente alto;
  • É trabalhoso criar um funil de marketing e escrever e-mails de qualidade.
  • Dependendo da ferramenta ou da forma de construção do email a taxa de entrega é baixa;
  • A automação do email marketing é relativamente complicada e toma tempo;
  • O custo do email marketing pode ser um empecilho, principalmente se a sua lista for genérica.

Essas são as principais vantagens e desvantagens do email marketing como estratégia de negócio, mas como se pode observar, as vantagens sobrepõem os pontos negativos.

Estatísticas do Email Marketing em 2018 e projeções de 2019

Há diversas opiniões negativas frente ao email marketing, algumas até mesmo afirmando que “não funciona” ou que está “morrendo”, mas isso não procede, abaixo demonstramos números que podem ajudá-lo a fazer sua própria avaliação:

  • Estimativa de crescimento do número de usuários de e-mails até 2021 (4,1 bilhões);
  • Retorno Sobre Investimento (ROI) de em média 120%;
  • Mais de 85% dos comerciantes afirmam que o email marketing ou mailing é a principal forma de geração de leads e vendas;
  • O principal motivo para o pedido de desinscrição de lista de e-mail é a frequência demasiada do envio (em média 75% dos casos);
  • Campanhas de e-mails segmentadas recebem 100% a mais de cliques do que as não segmentadas;
  • 70% dos clientes abrem e-mails em razão do desconto oferecido e 60% em virtude da linha de assunto personalizada;

Essas informações podem ajudar a criar as suas estratégias e ao mesmo tempo demonstra o poder do email marketing.

Tipos de Email Marketing

A classificação dos tipos de email se dá pela finalidade e estrutura, por exemplo, um email promocional utilizará uma linguagem e estrutura de criação diferente de um promocional de conteúdo ou para reativação de clientes inativos.

A utilização do formato correto para cada etapa do funil de marketing, assim como os objetivos, é de grande importância para a obtenção do resultado final almejado.

Abaixo estão os principais tipos de estrutura:

Newsletter

A newsletter é uma espécie de boletim informativo, ou seja, não tem objetivo de venda, mas sim de informar algo.

Normalmente, o conteúdo é informativo e com links para páginas recém publicadas ou preparatórias para iniciar o processo de automação de email marketing.

Um exemplo de newsletter que podemos citar é aqueles emails de destinos turísticos em que se tem uma breve descrição do porquê visitar aquele lugar. Perceba, não existe oferta.

Outro exemplo é um email explicando sobre os motivos da queda de cabelo. Não se oferece algo, é apenas uma “porta de entrada” para iniciar um contato com o usuário.

Promocional

Cuidado com o “nome” promocional, ele engana!

O email promocional não se trata apenas de oferecer descontos para a compra de produtos, mas sim promover algo, pode ser um ebook gratuito, um vídeo do Youtube ou o que desejar aumentar o alcance.

Então a oferta de produtos com descontos não é email promocional?

Acalme-se, é sim! Mas não apenas isso.

Além disso, vale lembrar que a maior conversão em resultados acontece quando o consumidor não possui resistência, com isso, evite uma linguagem tão apelativa para venda.

Enviar imagens de produtos com grandes “descontos” é quase um alerta para o subconsciente tomar cuidado e criar objeções.

Antes de disparar emails promocionais busque fazer algo informativo para diminuir as objeções e facilitar a compra.

Também, poucos consumidores compram nos primeiros contatos com a empresa, sabendo disso, é importante criar o engajamento antes de tentar vender.

Sazonal

O email marketing sazonal é enviado em datas especificas, é o caso de aniversários, datas festivas ou até mesmo parabenização por alguma conquista, a conclusão de um curso e emissão de certificado, por exemplo.

Normalmente possui imagens e um pequeno texto.

É uma forma de lembrar o usuário de que a empresa existe e ao mesmo tempo manter o relacionamento.

Reativação de Clientes Inativos

É muito com que clientes ou pessoas da lista de email fiquem inativas, inclusive, por falta de envio de emails de relacionamento.

Nesses casos é preciso fazer uma nova segmentação da lista e criar uma estratégia de email marketing de reativação.

A esses emails chamamos de emails de reativação de clientes inativos.

O conteúdo desses emails pode ser um desconto para nova compra, oferecimento de um brinde grátis, ebook, entre outras opções.

O objetivo é fazer com que a pessoa que não abre os emails ou está sem relacionamento com a empresa volte à ativa.

Ecommerce

O email de ecommerce tem grande valor para lojas online e pode ser de modelos diferentes, por exemplo, lista de produtos com descontos, envio de email de engajamento com oferta no final, entre outros.

O que muda neste email é o foco, a linguagem é persuasiva e voltada para conversão, ou seja, o objetivo é uma venda.

Automação de emails

automacao email marketing
A criação do fluxo e funil de vendas do email marketing deve levar em consideração o estágio da jornada de compra e as características do receptor

Uma das maiores vantagens da estratégia de email marketing é a possibilidade de automação, ou seja, criar um ciclo de envio automático para cada ação do lead.

Para isso, é preciso utilizar uma ferramenta de automação, é o caso do MailChimp, Aweber e Mautic. Logo abaixo tratamos das ferramentas de envio de email marketing.

Ferramentas de Envio de E-mail Marketing

A ferramenta de email marketing é INDISPENSÁVEL para executar a estratégia, sem o software você não conseguirá analisar métricas ou criar funis de marketing/venda para conduzir o consumidor pelo caminho da compra.

Grátis

Antes de iniciar a lista de ferramentas de email marketing é importante frisar, você não encontrará opções TOTALMENTE GRÁTIS, o que existe são ferramentas que o envio é grátis até uma quantidade de leads cadastrado na lista ou/e limitando em quantidade de envios diários ou mensais.

Agora, sabendo disso, podemos trazer as opções:

  1. MailChimp

O MailChimp permite a automação de emails, criar páginas de capturas de informações (leads), entre outras características. É uma ferramenta completa, permite verificar as principais métricas.

O envio é grátis para até 2 mil contatos na lista e limitado a 12.000 emails ao mês.

  1. Nitro News

A Nitro News é uma empresa brasileira que fornece serviços de email marketing, consequentemente, toda em português, o que facilita bastante para quem está iniciando.

A ferramenta disponibiliza o envio para uma lista de até 2.000 contatos e 10.000 envios ao mês.

A plataforma disponibiliza todos os recursos necessários para implementar estratégias de email marketing complexas e elaboradas, por exemplo:

  • Relatórios diversos, inclusive com gráficos;
  • Integração e automação com APIs, automação de datas, integração com redes sociais, analytics e facilidade na criação de templates com arrasta e solta;
  • Segmentação de lista;
  • Bom desempenho na taxa de entrega;
  • Muito mais.

3. Mautic

O Mautic é uma ferramenta open source de código aberto em que desenvolvedores contribuem simultaneamente para melhorar a cada dia.

É, sem sombra de dúvidas, uma das melhores opções e totalmente grátis, pagando-se apenas por um servidor de envio (ou usando o seu mesmo da hospedagem, desde que seja aceito e saiba como configurar).

A ferramenta é completa, fornece dados e relatórios, excelente taxa de entrega e a possibilidade de automação e integração com diversas plataformas.

Pagas

Há muitas ferramentas de email marketing pagas, inclusive, como mencionado, as acima citadas. Mas claro, quando estamos dispostos a arcar com os custos é possível encontrar ferramentas ainda “melhores”.

Dentre as ferramentas mais utilizadas estão:

  1. Infusionsoft

O infusionsoft é um software muito utilizado, inclusive, conheço agências de marketing digital que fazem uso da ferramenta.

A ferramenta é em inglês, o que pode dificultar a utilização para quem não está acostumado.

No geral, é uma excelente ferramenta com todos os recursos necessários para criar excelentes campanhas, mas sugiro para quem já possua conhecimento sobre o assunto.

O valor cobrado depende da lista de contatos, sendo a quantidade de envio de emails ilimitada. O plano básico é de 500 contatos e inicia em 50 dólares ao mês.

  1. RD Station

RD Station é um software de email marketing e automação desenvolvido pela empresa Resultados Digitais. No Brasil, é uma das plataformas mais conhecidas e segundo relatos, o suporte é excelente, com bons profissionais que ensinam a utilizar a ferramenta.

O ponto negativo é o alto custo, prazo de fidelidade e valor de implementação/treinamento.

Os valores iniciais no plano básico são R$ 419,00 reais ao mês, com prazo de fidelidade de 12 meses (R$ 5.028,00 ao ano) e custo de implementação de R$ 1.290,00 OBRIGATÓRIO.

Esse valor de implementação é apenas para geração de leads, caso deseje a automação o custo é de R$ 2.790,00. Esse plano básico é para até 10.000 leads.

Qual ferramenta escolher?

As ferramentas de email marketing, no geral, possuem todos os recursos necessários para fazer campanhas incríveis, criar páginas de capturas de leads, automatizar envio de emails, analisar métricas, integrar com redes sociais e muito mais.

Assim, particularmente, acredito que vale a pena utilizar as ferramentas grátis, as quais fornecem praticamente as mesmas funções que as pagas (mas em inglês) e até mesmo a quantidade de leads semelhantes.

Caso deseje aumentar posteriormente, o valor ainda será inferior.

Vale lembrar que não são cobradas taxas de implementação.

O Mautic é a opção ideal para quem deseja o melhor custo x benefício, mesmo não tendo conhecimentos avançados para configurar, é possível contratar uma pessoa especializada para fazer todo o processo por menos de R$ 300,00 reais.

Assim, você terá uma ferramenta “gratuita” e sem taxas adicionais, ainda mais se configurar seu próprio servidor de envio. Em longo prazo terá uma excelente economia.

Ferramentas Complementares para Trabalhar com Email Marketing

Há ferramentas complementares que auxiliam nas estratégias de email marketing, por exemplo, aquelas em que permitem avaliar a qualidade ou realizar a limpeza da base de emails sem engajamento.

Confira as principais ferramentas e que demonstram um bom desempenho:

Limpeza de Base

A limpeza de base de lista de emails excluirá as pessoas que não exista engajamento e já possuam uma certa interação por parte da empresa, por exemplo, supondo que tenha mandado 4 email e em nenhuma das vezes exista a abertura, a ferramenta retirará a pessoa da sua lista.

Esta é uma excelente vantagem para evitar esforço desnecessário e até mesmo os gastos, já que muitas ferramentas de email marketing cobram pela quantidade de leads da lista.

Para realizar essa tarefa há 2 excelentes opções, são elas:

Avaliação de Entregabilidade

A taxa de entrega é uma das mais importantes, afinal, se os seus contatos não recebem os emails de nada adiantará toda a preocupação com conversão, automação e demais fatores.

Normalmente, as ferramentas oferecem a métrica de entregabilidade, contudo, quando isso não acontecer, você pode utilizar uma ferramenta separada, por exemplo:

Avaliação de Qualidade

Como já mencionamos, um dos problemas enfrentados na estratégia é a marcação como spam, para diminuir a ocorrência você pode seguir algumas “boas práticas” ou utilizar ferramentas de avaliação de qualidade, as quais são muito efetivas.

Podemos mencionar como exemplos a GlockApps e a Mail-Tester. Essas ferramentas funcionam de maneira simples, você envia o email para o endereço eletrônico informado e elas retornam com uma pontuação e dicas do que melhorar para evitar cair como spam.

Como Fazer o Planejamento da Campanha de Email Marketing

planejamento email marketing
Aprenda como fazer todo o planejamento de email marketing, segmentar público alvo e criar campanhas automatizadas

O planejamento deve ser realizado antes de qualquer coisa, seja enviar um email ou abrir um negócio novo. Isso porque, sem o planejamento, o sucesso depende de sorte e não por ter realizado os passos corretos.

Na prática, isso significa que terá mais erros que acertos, e não queremos isso, certo?

No caso da lista de leads e automação o planejamento deve levar em consideração os seguintes aspectos:

Planejamento de Público Alvo

Se você começou a captar leads sem priorizar o publico alvo, pare tudo e refaça.

Não adianta possuir uma lista de 100 mil emails que não esteja interessada no seu serviço/produto. Acredite, o ROI será negativo, e MUITO.

Faça um estudo sobre o que o seu público alvo tem em comum e uma necessidade/problema que possui, encontre uma forma de proporcionar a solução, mesmo que parcial e, em troca disso, capte as informações pessoais e o transforme em um lead.

Pronto, com isso terá uma lista de pessoas que realmente tem interesse e são potenciais compradores.

Segmentação

Possuir a lista com o público alvo certo não é suficiente para trazer os resultados positivos e o motivo é simples: as pessoas possuem reações, personalidades e também estão em momentos e situações de vida diferentes, em outras palavras, responderão de forma diversa.

Aqui está o grande “pulo” do email marketing, você tem a opção de segmentar os seus leads, seja por idade, sexo, objetivos ou por comportamento (o que, para mim, tem melhores resultados).

Faça um “email teste” para conseguir segmentar a sua lista de acordo com o comportamento, estágio do caminho da compra, entre outros fatores.

Vamos ver um exemplo sobre comportamento:

Supondo que sua captação seja sobre móveis para decorar a casa e 1.000 pessoas se tornaram leads. A questão é, estas pessoas buscam decorar a sala? Quarto? Cozinha? Estão interessadas em comprar bens de alto valor ou baixo?

Perceba, o fato de ter uma lista com o público alvo, não significa que todos possuem o mesmo interesse final.

Um exemplo de email para descobrir isso poderia ser um “catalogo” com móveis para Sala, Quarto, Cozinha, alguns de alto valor e outros de baixo valor. Assim, ao clicar nos links correspondentes poderia segmentar por interesse os seus leads.

A forma como você deseja segmentar varia do seu negócio e objetivo, mas lembre-se de fazê-la!

Criação do Template

Criar um template de email marketing exige cuidado e por isso dividimos em 2 fases/etapas ou conjuntos se assim preferir:

Boas práticas para evitar SPAM: envolve os cuidados a tomar para diminuir os riscos de o email ser taxado como spam, ou seja, trata da entregabilidade.

As dicas são:

  • Criar email em HTML, inclusive imagens;
  • Evite utilizar javascript e CSS;
  • Cuidado com o assunto do email para não ficar “apelativo demais”;
  • Programe uma frequência de envio moderada, ainda mais no início;
  • Forneça a opção de opt-out (sair da lista);
  • Evite envio de emails em blocos de contatos muito grandes ou reparta para enviar, por exemplo, para toda a lista em 5x (20% da lista às 8h, 20% às 13h e assim sucessivamente);
  • Tome cuidado com servidores de emails e IPs em Black list. (lista negra).

Conversão: refere-se aos campos, estratégias e conteúdo para fazer com que o receptor abra o email e realize a conversão esperada.

Para melhorar a conversão e o ROI podemos acrescentar as ideias abaixo:

  • Colocar sempre o remetente com o @dominio do site para que o destinatário relembre que concedeu a permissão;
  • Insira um assunto chamativo e não apelativo;
  • Evite assuntos de promoção e vendas descaradas, as pessoas recebem esses emails todos os dias e não fazem questão de ler;
  • Seja objetivo e, se o texto for grande, insira subtítulos;
  • Negrite e sublinhe frases que podem fazer com que o receptor leia o texto até o final, além de permitir destacar os pontos de conversão;
  • Use botões e call to actions para aumentar a conversão;
  • Dê motivos no decorrer do texto para que o receptor faça a ação;
  • Foque em fornecer informações valiosas no texto e não apenas “pedir” o que deseja, lembre-se – dar, para receber;
  • Comece o texto falando o que é mais importante para prender a atenção e fazer com que a pessoa leia até o fim.

Frequência

Quantos emails mandar para a sua lista? De quanto em quanto tempo? Há uma regra?

Essas perguntas são realizadas todos os dias, e não é para menos, a frequência de emails talvez seja o motivo número 1 (um) para o descadastro da lista ou até mesmo marcação como spam pelo usuário.

Falar a frequência não nos parece correto, afinal, cada estratégia, nicho e funil é diferente, mas podemos trazer algumas NOÇÕES para que você encontre a periodicidade certa para o seu caso.

Vamos lá?

A regra geral é, evite mandar e-mails todos os dias, mantenha pelo menos 1 a 2 dias de “descanso”, salvo quando se tratar de “email de boas vindas” ou o envio de lembrete de evento que o usuário SE CADASTROU e deseja participar.

Ao mesmo tempo em que se deve cuidar para não ser “chato” quanto aos envios, é necessário que o receptor mantenha a “conexão”, e dias demais sem receber email gera esquecimento.

Então, o que fazer? Simples, crie o funil apenas com emails estritamente necessários e sempre com um objetivo prévio, caso contrário, não faça!

Busque criar nos emails sempre a “necessidade” ou expectativa pelo próximo contato. Isso é feito com frequência ao participar de cursos grátis.

Nesses casos a pessoa recebe 1 aula e fica no aguardo ansiosamente pela próxima que, muitas vezes, leva até 1 semana para chegar.

Resumindo, cada estratégia e funil têm suas particularidades, mas evite envios de emails todos os dias, dê uma folga de 1 a 2 dias, não envie emails desnecessários ou sem objetivo/planejamento prévio e, por fim, evite deixar a pessoa mais de 3 dias sem recebe um contato seu.

Automação

A automação é o processo de organização de disparos de emails automáticos, para isso é criado um fluxo.

Esse fluxo de criação deve ser baseado no funil de marketing e o caminho de compra dos leads.

Para isso a empresa deve elaborar fluxos de emails diferentes para cada situação, isso é o ideal. Também, determinado fluxo normalmente se adapta a um segmento do público alvo, por isso é preciso criar mais de um, para adequar a cada segmento e maximizar as conversões.

E como fazer a automação nas ferramentas?

A forma é “cronológica” e por ações, abaixo trazemos uma forma prática:

  1. Ao baixar a isca digital enviará um email de boas vindas com o link para baixar a isca digita;
  2. Após baixar a isca, 30 minutos depois, enviará um email com um produto de baixo valor;
  3. Comprou o produto? Se sim, 3 dias depois envia um email com o produto mais caro. Se não, segue para o item 4 abaixo.
  4. 2 dias depois será enviado um email falando sobre os problemas/dores da pessoa. (email informativo);
  5. 2 dias depois será enviado um email com os benefícios (solução do problema);
  6. 1 dia depois vem a oferta do produto;
  7. 2 dias depois vem a oferta do produto com um cupom de desconto exclusivo;

E assim sucessivamente. Você irá criar o fluxo e condicionar (se abrir ou clicar ou comprar acontece X coisa, caso contrário, Y).

Como Construir a Lista de Emails

A lista de emails é o ponto chave para poder implementar uma estratégia de email marketing de sucesso.

Então, como fazer isso?

O primeiro passo é criar uma página de captura, isso pode ser feito com as ferramentas de email marketing que já trouxemos aqui no post.

O funcionamento é simples, você cria de forma visual (arrasta e solta),coloca as informações e ao final copia o link fornecido e insere em uma página do seu site.

A criação da pagina de captura é relativamente simples, o mais difícil é convencer os visitantes a fornecer os dados pessoais e se tornarem lead.

A regra utilizada para captação de email é “dar para receber”, ou seja, é oferecido algo que o visitante gostaria muito, mas para receber deve informar o email.

Por exemplo:

  • Baixar o ebook deve se cadastrar (informar email);
  • Disponibilizar um cupom de desconto ao fazer o cadastro;
  • Entre outras formas.

Como Fazer Teste A/B

Teste A/B é uma estratégia/ferramenta utilizada para descobrir como se comporta cada e-mail, título, etc. Essa é uma excelente maneira de diminuir os prejuízos e garantir que os emails com maior conversão sejam utilizados.

Na prática, funciona da seguinte maneira:

  • São criados 3 emails;
  • Os 3 emails são enviados para 30% da lista (10% para cada, respectivamente);
  • O email que tiver melhor desempenho será enviado para os outros 70%.

O Teste A/B deve ser feito na própria ferramenta de email marketing utilizada, por isso não há como fazer um “tutorial”, pois cada software oferece de uma forma, a boa notícia é que existem vídeos no Youtube ensinando a fazer teste A/B em praticamente todas as ferramentas.

Métricas Importantes de Avaliação de Email Marketing

Há métricas (dados) que permitem analisar como está o desempenho da sua estratégia de email marketing, através delas você consegue encontrar o que e em qual fase está o problema, corrigir e atingir o desempenho almejado.

metricas email marketing
Entre as principais métricas que devem ser observadas nas estratégias de email marketing estão a taxa de entrega, abertura, cliques e conversões.

Emails Entregues

Os dados de emails entregues (quantidade, percentual) são métricas de entregabilidade.

Supondo que esteja baixo o percentual, significa que há problemas quanto a criação do email (boas práticas, uso de HTML etc) ou no IP de envio. O ideal é uma taxa de entrega acima de 98%.

Assim, foque no que pode estar ocasionando o erro.

Métrica de Abertura

A taxa de abertura demonstra o “interesse” dos leads em receber seus emails e os quão atrativos eles estão.

Quando o percentual estivar baixo é provável que o problema esteja OU no assunto do seu e-mail que não gera interesse ou no fato de que a pessoa não se cadastrou ou desejava estar cadastrada na lista.

É importante levar em consideração mais de um email (na métrica) porque às vezes o receptor está sem tempo ou tem outro motivo para não ter aberto o email.

A taxa de abertura considerada “normal” é de 18%, acima disso consideramos boa.

Cliques

Os cliques se referem à quantidade de pessoas que clicaram no call to action, por exemplo, ir para o produto que está sendo vendido.

Teoricamente, este é o objetivo “final” do email marketing, pois a venda em si (conversão) está relacionada mais a pagina final (destino), contudo, o corpo do email (conteúdo) influencia na taxa de conversão, já que traz uma linguagem persuasiva (muitas vezes) e ao mesmo tempo visa diminuir a objeção.

A taxa de cliques considerada aceitável é 2% a 2,5%, acima disso é vista como boa.

Quando existe a taxa de abertura, mas a taxa de cliques está baixa, normalmente o erro está no conteúdo e no call to action (chamada para ação).

Conversões

A conversão nada mais é do que a resposta de: quantas pessoas compraram o produto/sérvio a partir do email marketing?

Aqui há a influência também do desempenho da página de vendas, contudo, no que se relaciona ao email marketing a avaliação de possíveis erros estão no conteúdo (redução de objeções e o despertar de interesse de compra) e no fluxo/funil (realmente está correto para fazer com que se crie o desejo de compra)?

Não existe uma taxa de conversão ideal, quanto maior melhor, isso porque um produto que custe R$ 20,00 reais possivelmente terá uma conversão maior que uma consultoria, por exemplo, no valor de R$ 3.200,00 reais.

O mais importante é ter um ROI positivo e escalar com o aprimoramento das campanhas de email marketing.

Bounce Rate

É a taxa de rejeição de emails pelo servidor, pode ser Soft Bounce (temporária) e Hard Bounce (permanente – exemplo: endereço inexistente).

Esta taxa normalmente está vinculada ao IP ou lista negra. Contudo, você pode observar também pela taxa de emails entregues.

Marcação de Spam

A métrica de marcação de spam talvez seja uma das mais importantes, corresponde quando o USUÁRIO marca aquele email/remetente como spam.

Além disso, assinala aos servidores e ao mesmo tempo, quando acontece em larga escala, pode colocar o seu IP em uma “lista negra”, demonstra que o seu template está errado ou não é interessante.

Descadastro

Assim como a lista de emails cresce com a captação dia após dia ela também “diminui”.

É normal o pedido de exclusão da lista de emails, contudo, grandes percentuais podem significar que o seu funil está com problemas.

Esses problemas podem acontecer pela freqüência errada, má escolha dos assuntos dos emails ou até o planejamento de público alvo e segmentação equivocado.

Dicas de Como Escrever os Emails

Escrever emails pode ser muito diferente das outras formas, você terá um “acesso direto” com o usuário e, acima de tudo, precisa demonstrar autoridade e confiança.

Criar uma conexão já no primeiro momento é fundamental, caso contrário, será apenas mais uma marcação para lixeira.

Ao mesmo tempo, precisará criar o conteúdo dentro de um padrão de fluxo (funil) e não o que “simplesmente acredita ser o ideal”.

Neste momento, não importa mais “o que você acha” e sim como conduzir o lead até o objetivo final.

Se já não bastassem essas dificuldades, ainda tem o fato de que o email será enviado para uma lista inteira de pessoas, homens, mulheres, jovens, idosos, interessados no produto ou não, enfim, pessoas diferentes, com gostos diferentes, MAS, seu conteúdo tem de servir PARA TODOS.

E vale lembrar, o email tem de ser sucinto e curto, pois ninguém lerá um email gigantesco.

Sem contar que o assunto e o primeiro parágrafo de cada email precisa ser matador, instigante, ou seja, nada menos que perfeito!

Sabendo disso, vamos às dicas:

  1. No assunto, use perguntas retóricas, palavras que instigam a curiosidade, números para gerar credibilidade e até mesmo desafios;
  2. Comece o texto por parte da solução do problema;
  3. Cada parágrafo tem de fazer com que o receptor leia o próximo;
  4. Insira call to actions espalhados no texto;
  5. Use números e percentuais, isso aumenta a credibilidade;
  6. Faça frases diretas e na voz ativa;
  7. As frases devem ter no máximo 2 linhas;
  8. Cuidado com informações repetidas;

E-mail Marketing x Bots em Redes Sociais

É fato, à medida que a tecnologia evolui novas formas de comunicação surgem e, com isso, iniciam-se as tentativas para aplicar no aumento de faturamento e vendas.

Atualmente, as pessoas passam muito do seu tempo nas redes sociais e para os negócios, não estar presente nesses canais é um erro fatal e pode gerar diminuição de ganhos.

Mas foi-se além, os bots permitiram iniciar relacionamento e engajamento com consumidores de forma semelhante a automação de e-mail marketing, e sim, funciona bem.

Contudo, assim como os boots, o email marketing também traz um bom ROI, então, o que fazer?

A resposta é simples, utilize as duas plataformas, com isso a probabilidade de atingir a conversão é ainda maior.

Mas cuidado, temos observado uma grande diminuição, principalmente do Facebook, no alcance gratuito das páginas, além de exclusão/bloqueios.

Diferente das informações de email que ficam armazenadas no seu banco de dados e podem ser utilizadas para campanhas automatizadas, as pessoas que estão vinculadas à página do seu negócio nas redes sociais tem os dados armazenados pelo Facebook, Instagram ou demais plataformas.

Ok, não entendeu o que significa?

Se por qualquer motivo essas plataformas optarem por reduzir o alcance, impedir o contato ou até mesmo deixarem de existir, como aconteceu com o antigo Orkut, e também o recente anúncio do Google informando a exclusão/fim do Google Plus (G+), seu “patrimônio de dados conquistado” simplesmente não terá mais validade.

É isso mesmo, sua empresa perdeu as informações coletadas e você pode ter uma queda de faturamento absurda, principalmente se trabalha com recorrência de compra, o que sabemos que é mais lucrativo.

Afinal, estudos já apontaram que é 3x mais barato fazer com que um cliente compre novamente do que conquistar outro que não teve contato com a empresa.

Se você ainda está em dúvida se deseja abrir seu próprio negócio e utilizar o email marketing de estratégia, aprenda como montar um negócio do zero agora mesmo e faça da forma correta desde o início.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes




 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here