Como Criar um Blog – Guia Passo a Passo Definitivo




como criar um blog passo a passo
Aprenda como criar um blog completo e de sucesso para ganhar dinheiro, começando com a contratação do domínio, hospedagem, instalação do wordpress, criação do blog, SEO e muito mais

Está procurando como criar um blog e não só isso, finalmente atingir o sucesso? Conseguir visitantes? Monetizar e ter bons lucros?

Milhares de pessoas buscam como fazer um blog de sucesso todos os dias e se deparam com resultados imprecisos, que prometem a solução e no fim, nem mesmo sabem como fazer para si próprios.

A verdade é que criar um site do zero é um trabalho a longo prazo e para quem não tem noção alguma do que fazer, há conceitos básicos para entender e a necessidade de construir uma base sólida.

Por isso neste conteúdo compilamos TUDO, e realmente TUDO que você precisa para ganhar dinheiro com blog, desde a escolha de um nome de domínio, hospedagem, produção do conteúdo até as formas de monetizar.

Antes de adentrarmos no conteúdo, vamos explicar como ele está estruturado.

Trouxemos os aspectos “mais gerais” para mais à frente ir aprofundando, por exemplo, explicamos que é necessário comprar um domínio, hospedagem e criar o blog (falamos das formas/plataformas), mais ao final do conteúdo, ensinamos como fazer cada etapa.

As 3 Etapas da Criação de um Blog – Domínio, Hospedagem e Construção

como criar um blog
Para criar um blog você tem três etapas, dominio, hospedagem e criação do layout do site

Todo blog de sucesso passa por 3 etapas “básicas”:

  1. Escolha e compra do domínio
  2. Compra da hospedagem
  3. Criação do Blog

Vamos entender cada uma dessas etapas:

700 Ideias de Negócios

Domínio

O domínio é o nome do seu site. Sabe quando você lê (www.seublog.com.br)? Isso é um domínio.

Você adquire um nome próprio, caso contrário você terá um subdomínio, ficando algo do gênero (www.dominiodealguém.com.br/seublog).

O subdomínio é uma péssima opção para criar um blog porque aos “olhos” dos buscadores como Google o subdomínio tem menos autoridade que o domínio principal.

Isso reduz significativamente as visitas, é “mal visto” e ainda por cima dificulta as pessoas de lembrar do seu blog.

Agora que já sabe a importância do domínio, vale lembrar que para otimizar/melhorar o desempenho do seu site é aconselhável utilizar a palavra chave principal (mais abaixo falaremos sobre a escolha de palavras chaves) no domínio ou o nome/marca quando desejar fortalecê-la.




Como Comprar um Domínio ao Fazer um Blog

Você decidiu fazer um blog, talvez até já tenha começado a montar, mas não sabe como comprar seu próprio domínio? Agora você vai aprender!

As próprias plataformas, dependendo do plano, incluem a possibilidade de você adquirir um domínio de “bônus”, bem como, às vezes as plataformas vendem o domínio separadamente.

Caso não seja o caso da plataforma que você está trabalhando, pode-se adquirir o domínio de outros sites. Para registrar o seu próprio domínio, visite o site Registro.br.

Existem ainda outros sites que permitem você registrar o domínio, basta fazer uma pequena pesquisa para encontrar dezenas. O sistema é o mesmo, você digita o domínio que deseja (URL) e o mesmo apontará se está ou não disponível, depois disso, é só clicar em registrar e efetuar o pagamento do valor.

Hospedagem

A hospedagem é o local em que o seu site ficará, é semelhante ao seu HD do computador em que guarda seus arquivos. Assim, quando uma pessoa solicita as informações do seu site (acessar, por exemplo), estes dados são resgatados da hospedagem.


É claro, essa é uma forma simples e didática de explicar.

Podemos dizer que a hospedagem é a forma de tornar o seu blog “público”, visível a todos, é fazer com que esteja na internet.

Pense da seguinte forma, você cria os eu blog no computador, toda a estrutura, mas apenas você terá acesso.

Quando você hospeda o seu blog em um servidor, ele passa a estar na “internet”, onde outras pessoas podem acessar e conhece-lo.

Tipos de Hospedagem e Como Escolher

Para iniciantes no mundo digital procurar por hospedagem para criar um blog é uma confusão, há muitas opções e características diferentes.

Podemos citar basicamente X tipos de hospedagens:

  1. Compartilhada: mais barata, diversos sites são hospedados/alojados em um mesmo servidor e dividem os recursos. Custa entre R$ 9,00 e R$ 40,00 reais, dependendo dos recursos desejados.
  2. Dedicada: a hospedagem ou servidor dedicado é de uso exclusivo do contratante, ou seja, não há divisão de recursos, por isso é mais caro, contudo, o desempenho é melhor. O custo varia entre R$ 200,00 e R$ 1.200,00 reais ao mês.
  3. Nuvem ou cloud: diversos servidores são “ligados” em rede virtual e hospedam os sites/blogs (mantendo imagens/backups dos sites), assim, se um servidor cair (parar de funcionar) imediatamente outro servidor assume, permanecendo online e sem cair. Tem um bom custo x benefício, é possível adquirir com R$ 40,00 a R$ 80,00 reais uma hospedagem cloud de qualidade.

Além de conhecer cada um desses tipos de hospedagens deve-se analisar as seguintes características que influenciam no desempenho de velocidade e possíveis “erros” no site:

  • Memória RAM
  • Processador
  • Espaço em HD
  • Sistema do servidor
  • Painel Operacional
  • Banda download

Para quem é iniciante, possui apenas um blog ou está começando o seu primeiro, uma hospedagem compartilhada é mais do que suficiente.

E quando passar para uma dedicada ou na nuvem? Por experiência própria, a hospedagem compartilhada apenas começa a “falhar” quando você possui em média, 200 mil visitantes ao mês no seu site.

Na prática, por melhor que seja o seu trabalho, dificilmente conseguirá 200 mil acessos mês antes de 6 meses, então, comece com uma compartilhada.

Outro motivo para começar com hospedagem compartilhada (além do preço), é o suporte, normalmente em português. Também, costuma-se disponibilizar o CPANEL, com o qual é possível instalar o WordPress com apenas 1 (um) clique.

Vale lembrar, com a tecnologia atual, é possível fazer a migração de sites INTEIROS no WordPress através de plugins olhando um vídeo de 20 minutos no Youtube. Então, foco no que é importante, planejar e COMEÇAR!

Como Hospedar um Blog Gratuito

A maioria das plataformas permite a hospedagem do blog de forma gratuita, mas claro, não com domínio próprio. Quando você cria o seu site será disponibilizada a opção gratuita ou os planos, ficando ao seu critério escolher qual melhor se adequa as suas necessidades.

Optando pela opção grátis, basta fazer um blog e clicar em “salvar/atualizar”, com isso, ficará salvo automaticamente e disponível para as pessoas visualizarem.

Já o blog com domínio próprio e que seja pago a hospedagem, este você irá aderir ao plano, colocar o domínio particular (comprado) e passará a tê-lo hospedado naquele endereço (www.seudomínio.com.br ou outras terminações que podem ser adquiridas).

Na prática, hospedagem “grátis” não funciona, evite-a. Mas, para entender como reconhecê-la, podemos citar:

  • www.wordpress.seusite.com.br (hospedagem grátis)
  • www.seusite.com.br (hospedagem paga + domínio próprio)

Blog

Com o domínio e hospedagem comprados é o momento de começar a criar o blog, e como fazer isso? É preciso saber programar?

O que ninguém te conta é que há diversas formas de criar um blog, é possível fazer com programação (html, css, php, javascript, etc) ou usufruir de plataformas como WordPress (responsável por 30% de todos os sites do Mundo) e plataformas visuais, como Wix (desaconselhamos, mais a frente explicaremos o porquê).

Então surge a pergunta: é difícil criar um blog? Qual a melhor opção para quem não é profissional de programação?

Montar um blog ou site é relativamente simples, o difícil é criar conteúdos realmente relevantes e aplicar as estratégias corretas, que também falaremos mais adiante.

Assim, se a sua preocupação é com “programação”, deixe-a de lado. Com o WordPress e os plugins como Visual Composer e Elementor, é desnecessário conhecimentos avançados de programação web.

Quanto a forma de criar um blog, páginas, conteúdos, como escrever, não se preocupe, iremos falar sobre isso no Passo a Passo de Como Criar um Blog mais abaixo.

Como Fazer um Blog em Plataformas Visuais

As plataformas visuais são consideradas as mais simples e fáceis para fazer um blog, isso porque você não precisará baixar plugins, utilizar códigos, entre outros fatores que dificultam a criação de um blog.

Na plataforma visual você constrói o seu blog de forma muito semelhante ao “paint”, tendo opções de alterar cabeçalho, cores de fundo, menus, barras laterais, entre outras configurações.

Porém, não se pode baixar plugins em plataformas visuais, o que reduz significativamente a quantidade de personalizações que se pode fazer, por isso, blogs e sites profissionais costumam ser criados na plataforma WordPress ou semelhantes.

Em plataformas visuais também é possível adquirir um domínio próprio e, caso você efetue o pagamento de um valor X (variando de empresa para empresa), poderá hospedar uma quantidade maior de dados.

É importante frisar que algumas plataformas visuais apenas permitem a hospedagem de domínios próprios mediante a aquisição de um plano.

Porém, os planos são baratos, você gastará menos de R$ 100,00 reais ao mês com um blog hospedado e domínio próprio.

E vale a pena?

O consenso entre os especialistas em marketing digital é que NÃO, não funciona tão bem quanto a utilização do WordPress, CMS que permite instalar plugins e trazer funções adicionais, além do fato de também ser fácil de trabalhar.

Passo a Passo para Criar um Blog no WordPress

O WordPress é uma das plataformas para fazer um blog mais utilizada, pois oferece uma série de recursos, sem contar a possibilidade de instalação de plugins e temas, o que permite atribuir novos recursos e personalizar ainda mais o seu blog.

Quanto mais você possui a possibilidade de personalizar o blog, mais é possível torna-lo dinâmico e exatamente igual ao que deseja. Porém, o WordPress não é tão simples como as plataformas visuais, exigindo-se um pouco de conhecimento.

Veja, falamos em POUCO conhecimento, hoje, com Elementor ou Visual Composer é possível fazer um site profissional com pouco conhecimento e sem códigos.

Claro, ainda precisará de algumas horinhas olhando vídeos para aprender todos os recursos dos plugins.

É iniciante e está com receio de não saber fazer? Abaixo deixamos um guia com passo a passo completo do início ao fim da sua instalação do site até a criação do tema.

  1. Escolha do nicho certo para ganhar dinheiro com blog + Palavras Chaves

Como ganhar dinheiro com blog passa pela escolha do nicho.

A escolha do nicho errado fará com que perca tempo de trabalho árduo e ao final, ganhe trocados.

Com isso, surge a dúvida: como escolher um nicho?

A resposta é: unir o seu conhecimento com bons ganhos. Por isso, o primeiro passo é fazer uma lista com áreas que é especialista.

Por exemplo, um contador pode elencar assuntos como: imposto de renda, planilha de cálculos etc.

Já outra ocasião seria o arquiteto que pode falar sobre decoração, móveis, como decidir pela casa do sonho, reformas, etc.

Ser especialista no assunto traz grandes vantagens frente a concorrência, permite falar com aprofundamento, responder comentários com autoridade, além de facilitar na criação de conteúdos e vídeos.

Sabendo as áreas que domina é o momento de começar a busca do nicho específico.

Para isso precisaremos acessar uma ferramenta de palavras chaves.

Palavras chaves são “palavras/frases” buscadas pelas pessoas no Google, por exemplo, a palavra chave imposto de renda tem 165.000 buscas ao mês (média).

Como o objetivo é economia e sucesso, vamos trabalhar com ferramentas de palavra chave grátis.

Você pode utilizar o planejador de palavras chaves do Google ou a ferramenta Ubersuggest. Usaremos esta última, é mais rápida e prática.

busca-palavra-chave-criar-blog
Busque por uma palavra que resuma o serviço ou gênero amplo do seu conhecimento e a ferramenta retornará com diversas ideias

A próxima página apresentará uma série de informações, dentre elas:

  • Volume de buscas mensais para a palavra descrita (165.000);
  • SEO Dificultty (dificuldade de posicionamento no Google) = Busque por palavras com menos de 22 para iniciar;
  • Pagamento por clique (importante se monetizar com Adsense)

resumo-pesquisa-palavra-chave

Mais abaixo você encontrará a opção “ver todas as ideias de palavras chaves”, clique e será exibida uma lista de palavras relacionadas à informada.

Agora você tem diversas ideias para o seu blog, desde assuntos para conteúdos até o foco principal do seu projeto.

Você pode clicar também em ‘related’, assim aparecerão as palavras relacionadas à principal.

As ideias apresentadas virão acompanhadas do volume de busca e dificuldade, isso facilita muito para evitar erros de escolha.

lista-palavras-chaves-blog
Repita o processo com outras palavras relacionadas ao seu objetivo e selecione as que melhores se adequarem ao que pensa em utilizar na criação do seu blog de sucesso

Procure por ideias que tenham uma dificuldade aceitável, volume de busca e que reproduzem o seu foco de empreendimento.

De nada adiantará uma palavra sem busca ou que, se for vender seu serviço ou produto, não gere conversão.

2. Escolha do Nome do Domínio

A busca de palavras chaves tem dois momentos principais, na escolha do domínio/foco do site ou blog, também chamado de nicho, e a outra é na escolha dos conteúdos a serem trabalhados.

Assim como feito acima, é o momento de buscar as palavras chaves que podem ser utilizadas no domínio.

escolha-nome-dominio-blog
Em nosso exemplo na área de contador/contabilidade encontramos bons exemplos de palavras chaves para integrar e auxiliar na escolha do nome de domínio.

Mantendo o exemplo de “imposto de renda” e supondo que seja um especialista no assunto, poderíamos analisar as opções de domínios com a palavra imposto de renda disponível:

  • seuimpostoderenda.com (ou .com.br/.net/ cc/ io/) etc.
  • irpfsantacatarina
  • consultorimpostorenda

Também poderá utilizar seu nome ou marca da empresa, se unido a palavra chave principal é ainda melhor, mas nesses casos, a prioridade é para palavras pequenas. Ex:

  • motzielecontadorsp.com

Dica de ouro: estudos já apontaram que extensões/terminações diferentes das habituais (.com/.br) não pioram o posicionamento em motores de busca (Google, Yahoo, Bing), mas evite-as se possível porque geram menos cliques (os usuários ainda desconfiam do que não é o “mais comum”).

3. Compra do domínio

Comprar um domínio é mais fácil do que parece, ainda mais quando utilizar a hospedagem compartilhada.

Atualmente, empresas como a Godady, Umbler, Hostagator e outras disponibilizam planos de hospedagem + domínio grátis por 1 (um) ano por menos de R$ 8,00 reais ao mês.

Trata-se de uma maneira MUITO interativa. Você deve apenas escolher o plano de hospedagem e posteriormente inserir o nome de domínio desejado.

Se o domínio estiver disponível você poderá avançar com a compra, caso contrário serão mostradas outras opções disponíveis.

Seguido os passos está pronto, você comprou seu domínio e sua hospedagem e já pode iniciar o preparo de instalação para o seu site.

4. Compra da Hospedagem

Como já mencionamos há diversas opções de hospedagem e, tirando a compartilhada, as demais são “mais complicadas”.

O nosso objetivo é simplificar ao máximo o assunto como criar um blog do zero e é focado aos iniciantes, mas vamos explicar um pouco sobre a contratação de hospedagem CLOUD (na nuvem).

A hospedagem cloud (ou na nuvem) é a opção profissional e mais rápida.

Nela é quase impossível seu site cair, mesmo que por segundos, além de a velocidade de carregamento ser maior.

Vale lembrar que a hospedagem não é compartilhada.

Atualmente, os 2 (dois) servidores cloud mais indicados são a Vultr e a Digital Ocean, ambas iniciam a partir de 5$ (dolares) ao mês, com um plano de qualidade.

O maior problema é a configuração. O servidor vem “vazio” e você precisa criar tudo.

É possível? Sem noção de programação, sinceramente, NÃO.

Mas!!!

Há empresas especializadas que disponibilizam todo o gerenciamento e fornecem uma plataforma intuitiva, sem contar que se tiver dificuldades instalam o WordPress e o site para você.

No Brasil, isso é caro, mais de R$ 200,00 reais ao mês. Já no exterior (EUA e EUROPA) você consegue por cerca de 10 a 20 dólares mês.

A CloudWays (link) é uma das opções recomendadas por quem atua na área de criação de blogs.

O problema é que o suporte é em inglês, o que pode dificultar, mas no geral, consegue-se resolver os problemas com a abertura de um Ticket e usando o Tradutor do Google.

5. Instalação do WordPress

A instalação do WordPress com a plataforma Cpanel é simples, fizemos um passo a passo:

  • Acesse o painel Cpanel

criar-blog-wordpress-cpanel
Painel Cpanel para instalação doWordPress e criação de blogs
  • Acesse o Auto Instalador

O Cpanel utiliza o Softaculous Apps Installer, uma espécie de autoinstalador de diversos aplicativos, dentre eles, o WordPress.

auto-instaladorAo clicar e acessar, clique em WordPress, preencha os dados e pronto. Está instalado!

  • Acessar o WordPress

Para acessar o WordPress digite o endereço (nome) do seu site + /wp-admin ou wp-login.

Será exigido o usuário e a senha, pronto, estará logado e verá uma tela semelhante a esta:

wordpress-blog
Tela inicial Blog WordPress

6. Instalação do Certificado de Segurança (SSL) – HTTPS

O certificado de segurança (SSL) significa Secure Sockets Layer. É um protocolo de segurança para troca de informações.

É uma forma de “garantir” aos visitantes do site que as informações são protegidas e que seguem os padrões de segurança virtual.

Motores de busca como o Google consideram o HTTPS (SSL) como um dos fatores de ranqueamento, então é ainda mais importante otimizar o seu blog.

Quando o certificado estiver instalado e funcionando corretamente o seu site aparecerá assim:

Há basicamente 3 (três) formas de instalar o SSL, gratuita (externa), gratuita (interna – pela hospedagem) e paga (serviço de terceiros).

A instalação do SSL de forma gratuita utiliza, normalmente, o CloudFlare, para quem deseja utilizar esta opção, sugiro este vídeo. Não ensinaremos neste conteúdo porque senão ficará absurdamente extenso.

A compra de certificado separado (externo) custa entre R$ 120,00 e R$ 200,00 reais ao mês.

Então vamos explicar o SSL que provavelmente você utilizará, certificado da hospedagem compartilhada.

Passo 1: Acessar o Cpanel + Opção SSL/TL

instalacao-ssl-https-blog
Acesso ao painel Cpanel para instalação do certificado de segurança

Acesse a aba SSL/TLS para emitir o certificado.

Passo 2: Instalação do certificado no servidor

No subtítulo ‘Install and Manage SSL for your site (HTTPS)’ clique em ‘Manage SSL sites’, selecione o seu blog, depois clique em preenchimento automático pelo domínio, por fim, clique em instalar certificado (bem abaixo).

Se fizer tudo corretamente aparecerá uma mensagem de instalação realizada com sucesso.

Passo 3: Instalando o SSL no Blog e Redirecionamento da Versão Não Protegida

Acesse o seu painel do WordPress, vá em plugins, adicionar novo e busque por Really Simple SSL. Instale e ative o plugin.

plugin-ssl-configuracao-wordpress

Pronto, agora seu site possui certificado de segurança válido e deverá aparecer com httpS na url.

Caso não apareça, experimente limpar o cache do seu navegador e também, se usar plugin de cache no seu WordPress ou outra hospedagem (privada principalmente), limpe o cache da hospedagem, se tiver.

7. Escolha do Tema

O tema ou template é todo o desenho do site, formas de exibição do conteúdo, cores (que podem ser alteradas), estrutura, menus, etc.

Com um tema de qualidade e já pensado para o seu objetivo de blog será preciso fazer poucas mudanças.

Você pode encontrar milhares de opções de temas para o seu blog no Themeforest (link – https://themeforest.net).

Para instalar o tema siga as etapas abaixo:

  1. Efetue a compra;
  2. Faça o download do arquivo.zip;
  3. Sem extrair o arquivo, acesse o menu aparência > temas > adicionar novo > enviar tema;
  4. Selecione o tema em arquivo.zip e faça o carregamento;
  5. Aguarde carregar e clique em ativar;
  6. Procure no menu o tema e procure a aba “registro” ou semelhante, digite o código da licença comprada e ative a versão pro.

Para personalizar as cores, menus e elementos básicos do tema acesse no menu o tema ou através da aba aparência > personalizar.

Há diversos modelos de temas disponíveis gratuitamente no WordPress, para escolher/ativar acesse a aba aparência > temas > adicionar novo.

Pronto, basta escolher e ativar.

8. Plugins Iniciais

Plugins são pequenas extensões que aumentam, organizam ou criam novos recursos para o WordPress e outras plataformas.

Assim, ao instalar o WordPress há plugins importantes que podem ser utilizados, são eles:

  • Yoast SEO – Utilizado para melhorar o desempenho do blog nos motores de busca, principalmente Google;
  • W3 Total Cache – Utilizado para registrar o cache das páginas para melhorar a velocidade de carregamento do blog, entre outras funcionalidades;
  • Broken Link Checker – Analisa as páginas do blog para encontrar erros e links quebrados, por exemplo, 404, para corrigir;
  • Contact Form 7 – Permite criar formulários de contato;
  • Imagify Image Optimizer – Redirecionada e diminui o tamanho das imagens automaticamente para diminuir o peso do site e melhorar a experiência do usuário;
  • All In One Migration – Permite fazer backup dos arquivos do WordPress e qualquer problema pode restaurar nos moldes anteriores.

Existem milhares de plugins para diferentes necessidades, então acostume-se a utilizá-los pois ajudam e muito!

Para instalar os plugins acesse a opção plugins > adicionar novo, no painel WordPress.

9. Primeiras Páginas e Publicações

A principal característica de um blog é justamente as suas postagens, normalmente de caráter informativo.

Para fazer as postagens no WordPress desloque o cursor até a aba posts e clique em adicionar novo.

Com isso, abrirá uma nova “página” com a possibilidade de atribuir título, conteúdo e a categoria que deseja que o post fique.

É importante que você instale um plugin de SEO (se instalou os plugins que sugerimos, já terá o Yoast SEO) o qual te auxiliará a escrever posts bem “receptivos” aos motores de busca, ou seja, com maiores chances de ficarem bem posicionados em determinadas palavras chaves.

Por exemplo, você digita no Google ‘como montar um look’, existem milhares de textos falando sobre esse assunto, mas os primeiros possuem um SEO melhor, entende?

10. Otimização do blog para Motores de Busca

Embora o plugin de otimização auxilie nas boas práticas de criação de conteúdos para motores de busca ainda não é suficiente para um bom resultado.

Sabendo disso deixamos algumas dicas que funcionam bem e que ajudarão nos resultados do seu blog:

Dicas de SEO para Criar um Blog de Sucesso

  1. Encontre a palavra chave: a palavra chave é o que você deseja que seu blog apareça ao ser digitado nos motores de busca, por exemplo: cerveja artesanal. Você tem um post sobre cerveja artesanal e quer que, ao digitarem nos motores de busca, seu site apareça nas primeiras páginas.
  2. O título deve conter a palavra chave: seguindo o mesmo padrão, o titulo poderia ser: como fazer cerveja artesanal.
  3. Utilize como densidade no texto entre 1,5% a 3% da palavra chave e relacionadas.
  4. Faça a descrição da meta utilizando a palavra chave e semelhantes: a descrição é aquele pequeno texto que aparece embaixo dos blogs/páginas no Google/motores de busca.
  5. Utilize a palavra chave do seu site na url/domínio.
  6. Renomeie as imagens com a palavra chave.
  7. Faça linkagens entre outros conteúdos do blog (links internos).
  8. Faça de 2 a 3 links (pelo menos) para outros sites de autoridade dentro do seu conteúdo. Por exemplo, Wikepedia, G1, Governamentais, entre outros.

Iniciar um blog ou um site é uma das formas de aprimorar o seu negócio e trabalhar o marketing. Se você deseja aprender mais sobre como montar um negócio do zero com sucesso, acesse este link.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes




 

► Dica Importante!


Independente do tipo de negócio que você deseja montar é muito importante fazer um planejamento. Estude em livros, contrate uma consultoria, use o Kit Como Abrir Um Negócio, enfim, escolha a opção que mais lhe agrada, apenas NÃO ARRISQUE suas economias e o bem-estar da sua família em um chute!


 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here